,

Tradução de Músicas da Disney

Quem já assistiu aos desenhos da Disney sabe que todos eles envolvem músicas. Porém, há muito trabalho por trás disso. As canções originais são dos Estados Unidos, portanto, os outros países têm a função de traduzir as letras. Mas não é tão simples quanto parece, pois a tradução não pode ser ao pé da letra e, muitas vezes, deve ser muito bem adaptada para continuar com a mesma melodia da canção original sem perder o sentido. Além disso, há também a questão da música ser compatível com o movimento da boca do personagem quando o dublador for cantar, isto é, o tradutor deve ter o cuidado de não aumentar muito o texto ao adaptar para o português ou para qualquer outro idioma.
Para exemplificar, separei trechos de músicas de diferentes animações, contendo traduções muito diferentes da versão original e outras com uma tradução mais parecida.
No desenho Hércules, lançado em 1997, há a música I won’t say (I’m in love), traduzida como Não direi (que é paixão).
Inglês:
“If there’s a prize for rotten judgment
I guess I’ve already won that
No man is worth the aggravation
That’s ancient history, been there, done that!”
Tradução em português:
“Se há um prêmio por julgar mal
Já sei que vou ser eleita
Amar não vale o sofrer, não
o verbo amar a razão rejeita!”

Vamos supor que a letra original fosse traduzida literalmente. Ficaria mais ou menos assim:
“Se há um prêmio para mau julgamento
Eu acho que já o ganhei
Nenhum homem vale a irritação
É passado, já passei por isso”

É possível perceber que, além de o texto em português não ficar muito fluente, ele não se encaixaria na melodia original e também não haveria rimas. Por isso a importância de o tradutor saber criar uma versão em que nem a melodia nem o sentido da música se percam (até porque tudo deve estar de acordo com o contexto do desenho). Na tradução feita, o tradutor escolheu termos similares e adaptou a ordem das palavras para que houvesse a rima (disponível em https://www.youtube.com/watch?v=LsiMbbmuOag).

 

Vamos ver outro exemplo, dessa vez com a música da animação Aladdin chamada originalmente de A whole new world e traduzida para o português como Um mundo ideal. No desenho, ela é cantada por Aladdin e pela princesa Jasmin.
Inglês:

“I can show you the world
Shining, shimmering, splendid
Tell me, princess, now when did
You last let your heart decide?”
Tradução em português:
“Olha, eu vou lhe mostrar
Como é belo este mundo
Já que nunca deixaram
o seu coração mandar”

Nesse trecho ocorre o mesmo: não foi possível traduzir ao pé da letra, pois fugiria da melodia, mas mesmo assim a tradução não perdeu o sentido original da música.
Segue outro pedaço da mesma música:
Inglês:

“A whole new world
A dazzling place I never knew
But when I’m way up here
It’s crystal clear
That now I’m in a whole new world with you”
Tradução em português:
“Um mundo ideal
Um mundo que eu nunca vi
E agora eu posso ver
E lhe dizer
Que estou num mundo novo com você”

Podemos notar que aqui foi possível fazer uma tradução um pouco mais literal, principalmente no último verso, mantendo o sentido e a melodia da música (disponível em https://www.youtube.com/watch?v=nNuSuiFb-OY).
Uma curiosidade sobre a Disney: ela escolhe as vozes mais parecidas com a da versão original para os países ao redor do mundo, assim, não se nota muita diferença e quando a pessoa ouve, consegue perceber que é uma música da Disney. Um bom exemplo disso é a música Let it go, conhecida mundialmente, do filme Frozen. No vídeo disponível em https://www.youtube.com/watch?v=zC6rf76RN2c, há a versão de 42 países diferentes e, ao assisti-lo, é possível perceber que as vozes são bem parecidas (algumas até parecem ser a mesma pessoa cantando em idiomas diferentes!).

Fontes:

https://www.vagalume.com.br/

http://pt-br.disneyprincesas.wikia.com/wiki/H%C3%A9rcules_(filme)

Texto escrito por: Aline Bellozo

Como está a situação do Museu da Língua Portuguesa

O incêndio no Museu da Língua Portuguesa no final de 2015 foi um dos assuntos mais comentados na época. A tragédia chocou a população de São Paulo ao destruir parte da Estação da Luz, onde localizava-se o museu. O fogo começou no primeiro andar e espalhou-se rapidamente aos pavimentos superiores; a propagação rápida das chamas foi ocasionada pela quantidade de material eletrônico, pela estrutura de madeira do local e por materiais plásticos que faziam parte do acervo. Apesar de não estar aberto ao público no dia da ocorrência, um bombeiro civil – que atuava nas dependências do local – morreu ao tentar colaborar com a extinção do fogo.

No mês de setembro a tragédia completou nove meses. Em maio, o prédio estava passando por ações emergenciais para preservar a arquitetura da Estação da Luz, além da retirada dos escombros, a construção de uma cobertura provisória e de outras medidas que permitirão o início de uma possível reconstrução. Antônio Carlos Sartini, diretor técnico do museu contou que as obras estavam adiantadas e em fase de limpeza e esclareceu que medidas junto a órgãos de preservação histórica também são necessárias.
Também está em discussão a revitalização do conteúdo do Museu da Língua Portuguesa. A previsão mais otimista da reabertura do Museu da Língua Portuguesa é dentro de dois anos, prevê Sartini. Porém esse prazo pode se estender, afinal trata-se apenas de uma aproximação.

Breve história do Museu da Língua Portuguesa
Aberto para o público em 21 de março de 2006, concebido pela Fundação Roberto Marinho, o museu localiza-se na Praça da Luz; consolidado como um dos museus mais visitados da América do Sul e do Brasil apenas em seus três primeiros anos de funcionamento, já foi palco de diversas exposições importantes, como a de Câmara Cascudo. Já hospedou a exposição de humor “Esta Sala É Uma Piada”, composta por charges, caricaturas e histórias em quadrinhos; uma das áreas principais tratava-se das charges publicadas no ano do Golpe Militar de 1964 em um dos jornais mais importantes do Brasil, no período de maior repressão, o AI-5.
Outra exposição de destaque foi aquela em que o museu convidou o público a escrever poesias. “Não tem idade para ser poeta. Você gostaria de escrever uma poesia? Existem grandes artistas que têm o dom das palavras. Mas qualquer um pode se arriscar em alguns versos”, era a proposta da exposição. Livros eram encontrados pelo local, todos em branco, dando a chance ao público de dar asas à imaginação e brincar de ser poeta por um dia.
A principal característica do museu reside na maneira inovadora de lidar com a língua portuguesa. Recursos interativos e tecnologia de ponta são usados para difundir a importância do nosso idioma e aproximar-se do público, principalmente dos mais jovens. Isa Ferraz, curadora do Museu explicou que: “Mudou paradigmas e virou referência internacional. Foi revolucionário não só pela tecnologia e formato, mas pela maneira de encarar a língua portuguesa”.

Projetos recentes

Planejadas desde 2013/2014, o Museu da Língua Portuguesa está realizando exposições itinerantes desde março, divulgando seu acervo. A mostra é chamada de “Estação da Língua” e já passou por cidades como Araraquara e Pirassununga. “Segundo a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, a exposição itinerante em 2016 seguirá o conceito central do Museu da Língua Portuguesa, propondo interatividade e tecnologia como veículos para apresentar o idioma ao público, nos seus mais variados sotaques e evoluções. Como o acervo do museu é digital, ele pode ser aplicado e adaptado para outros espaços. A “Estação da Língua” terá cerca de 300 metros quadrados de área expositiva, e terá entre as atrações o “Mapa dos Falares”, que exibe a singularidade do português falado em diferentes regiões do estado de São Paulo”. No dia 15 de setembro a exposição chega a Campinas e poderá ser visitada até o dia 16 de outubro. O objetivo da mostra é promover o acesso da população ao acervo digital do museu, podendo ser visto somente em ações como a planejada em decorrência do incêndio, que fez com que o local fechasse as portas para a restauração.
Informações sobre a exposição podem ser encontradas abaixo:

Serviço
O que: Mostra “Estação da Língua”
Quando: de 15 de setembro a 16 de outubro
Onde: Galleria Shopping – Rodovia Dom Pedro I, 131.5, Jardim Nilópolis – Campinas (SP)
Preço: grátis
Informações: (19) 3766-5300

Referências:
Museu da Língua Portuguesa deve ser reaberto dentro de dois anos. Em: http://biblioo.info/museu-da-lingua-portuguesa/
Fechado após fogo, Museu da Língua Portuguesa terá mostras itinerantes. Em: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/02/fechado-apos-fogo-museu-da-lingua-portuguesa-tera-mostras-itinerantes.html
Museu da Língua Portuguesa foi inaugurado em 2006; veja mostras. Em: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/12/museu-da-lingua-portuguesa-foi-inaugurado-em-2006-relembre-mostras.html
Incêndio atinge Museu da Língua Portuguesa em São Paulo. Em: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/12/incendio-atinge-museu-da-lingua-portuguesa-em-sp-dizem-bombeiros.html
Campinas recebe exposição gratuita do Museu da Língua Portuguesa. Em: http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2016/09/campinas-recebe-exposicao-gratuita-do-museu-da-lingua-portuguesa.html

Texto escrito por Thais Albiero