Os slogans mais constrangedores do mundo da tradução

Saber vender a sua marca é algo fundamental nos dias de hoje. Mas quando se trata de vender essa marca fora do país, surge um grande desafio: a tradução. O slogan, por exemplo, é parte principal do marketing de uma marca. Ele faz com que os consumidores leiam e se sintam motivados a comprar o produto. Porém, a tradução no mundo dos negócios já teve seus “desacertos” e causou alguns probleminhas, que chegaram a custar milhões de dólares para as empresas.

Vamos ver aqui alguns dos erros de tradução mais constrangedores que marcas famosas tiveram que driblar.

  • Ressaca diferente

Tomar aquela cervejinha gelada em um dia de verão é uma ótima maneira de relaxar, mas não se você estiver bebendo a cerveja Coors na Espanha. O slogan da companhia “Turn it Loose” (Liberte-se) foi traduzido literalmente para o espanhol e acabou gerando um sentido completamente diferente, algo como “Suffer from Diarrhea” (Tenha uma diarreia). Nada mal para um slogan de cerveja, não é mesmo?

  • Bebida dos ancestrais

A Pepsi já cometeu uma série de erros de tradução ao longo da sua trajetória, mas nada se compara com o lançamento dos seus produtos na China. Eles traduziram “Come Alive With the Pepsi Generation” (Comemore com a geração Pepsi) para o chinês passando a ideia de “Pepsi Brings Your Ancestors Back From the Grave” (Pepsi traz seus antepassados de volta do túmulo). Nem precisa dizer que eles não puderam provar esta afirmação.

  • Não faça nada

Em 2009, o banco HSBC teve que lançar uma campanha de ressignificação da marca de US$ 10 milhões no reparo aos danos causados com a frase “Assume Nothing” (Não assuma nada), que foi traduzida erroneamente para vários países como “Do Nothing” (Não faça nada). Esse é mais um clássico exemplo que, em determinados casos, a tradução precisa transpor a ideia original e não apenas traduzir palavra por palavra. Esse erro fez com que os clientes pensassem que os gerentes bancários responsáveis por suas contas não faziam nada por eles, trazendo a imagem errada e inversa aos principais valores do banco.

  • Voando nu

Os passageiros da primeira classe da American Airlines mexicana acharam que estavam comprando algo mais emocionante do que apenas um assento confortável quando leram o novo anúncio da companhia aérea. A companhia estava tentando promover seu slogan “Fly in Leather” (Voe em assentos de couro) para seus consumidores mais ricos. Mas em vez disso, devido à tradução literal, o slogan perguntava se eles estariam interessados em “Voar nu” (Vuela en cuero, em espanhol). Creio que eles não se sentiram muito confortáveis ao recepcionar os passageiros com esse slogan.

  • Nem o McDonald’s escapou

Em 2017, o McDonald’s já tinha mais de 37 mil lojas espalhadas pelo mundo. Com uma presença tão marcante, poderíamos pensar que eles estariam livres de qualquer falha de tradução, não é mesmo? Infelizmente, não, nem eles escaparam dos erros graças ao Big Mac. Ao ser lançado na França, o Big Mac foi traduzido para “Gros Mec”, que significa “Grande cafetão” em francês. Um pouco estranho para o nome de um hambúrguer, não acha?

E se você chegou até aqui, percebeu o quanto é importante uma tradução criativa, que transponha o sentido, a ideia original do slogan ou da marca. Essas empresas com certeza tiveram gastos gigantescos para recuperar a imagem da sua marca e tiveram sorte por conseguir fazer isso, pois há casos em que o resultado pode ser irreversível. A tradução não é apenas a troca de palavras de uma língua para outra, existe todo um contexto por trás, por isso, deve ser levada à sério e deve ser feita por profissionais qualificados e capacitados.

Para ler mais curiosidades sobre o mundo da tradução fique ligado nos próximos posts do nosso Blog!