Traduções de expressões populares e seus desafios

Tradução de expressões populares

Você já assistiu a um filme legendado e percebeu que uma expressão engraçada não teve tanta graça assim na legenda? Ou já leu algum livro traduzido e notou que uma expressão única da sua língua não teve uma tradução equivalente na outra língua e não conseguiu causar o mesmo efeito? 

As traduções das expressões mais comuns aqui no Brasil para o inglês, por exemplo, chegam a ser um desafio para muitos tradutores. A pergunta é: como traduzir essas expressões para que causem o mesmo impacto no leitor estrangeiro? A partir de agora, vamos mergulhar nesse mundo maravilhoso da tradução e descobrir como algumas das nossas expressões mais famosas são usadas mundo afora.

O português é uma língua muita rica em expressões e palavras. Muitos chegam a comentar que aprender o português é uma tarefa muito difícil devido à complexidade da nossa gramática. Expressões como: “quem é você na fila do pão?”, “aceita que dói menos”, “pular a cerca”, “rapadura é doce, mas não é mole, não!”, entre outras, têm características bem brasileiras e um sentido único para nós. Você consegue imaginar como essas frases poderiam ser traduzidas para o inglês? Se você cogitou a possibilidade de traduzir tudo isso ao pé da letra, podemos afirmar que não foi uma boa ideia! Sorry! 

Praticamente em quase todos os casos, a tradução literal não vai ser uma boa opção, pois perderá o sentido original e ainda poderá confundir o leitor.

Para entrar na brincadeira, algumas páginas de humor no Instagram fizeram suas versões dessas expressões ou ditados populares mais engraçados. E a risada é garantida. Confira alguns posts da página @greengodictionary:


Mas quando se trata de uma boa tradução, não é bem assim, não é mesmo?

Vamos listar aqui 10 expressões muito utilizadas na nossa língua e suas traduções correspondentes no inglês:

Casa de ferreiro, espeto de pauThe shoemaker’s son always goes barefoot
Custar os olhos da caraTo cost an arm and a leg
A pressa é inimiga da perfeiçãoHaste makes waste
Se não pode com eles, junte-se a elesIf you can’t beat them, join them
Melhor um pássaro na mão que dois voandoA bird in the hand is worth two in the bush
Em boca fechada não entra moscaA close mouth catches no flies
Antes tarde do que nuncaBetter late than never
Seguro morreu de velhoBetter safe than sorry
Em time que está ganhando, não se mexeIf it ain’t broke, don’t fix it
O que os olhos não vêem, o coração não senteOut of sight, out of mind

Ao realizar uma tradução, é necessário levar em conta a equivalência de sentido na língua-alvo, mantendo a ideia da expressão original. Por isso, para traduzir não basta apenas ter conhecimento do idioma, é importante conhecer algumas características culturais, bem como sociais do idioma que está sendo traduzido para que, dessa forma, a ideia original seja transposta da melhor maneira possível.

Escrito por Renata Pinheiro (tradutora e revisora na Spell Traduções)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

55 + = sixty five